Publicidade
Yahoo! Weather - Error Yahoo! Weather Error City not found Weather Data not Available at the moment

Últimas Notícias

Fase da Lua

Waxing Crescent Moon
Waxing Crescent Moon



Baixe via QR Code ou clique no link

DOWNLOAD


O Site O Linguarudo é um dos veículos de comunicação que mais cresce em Mato Grosso e Oeste Goiano!

Gostaria de publicar matérias para o site O Linguarudo e ainda poder ser remunerado por isso ?
Não perca mais tempo, clique aqui e fale conosco !


 

Pesquisa

Em quem você votará para GOVERNADOR de Mato Grosso ?

Dr. José Roberto - 2.3%
Lúdio Cabral - 19.8%
Pedro Taques - 57%
Riva - 14%
BRANCO / NULO - 5.8%
INDECISO - 1.2%

Total de votos: 86
A votação para esta enqueta já encerrou em: 01 Out 2014 - 00:00


Publicidade
Banner Anuncie Aqui
Publicidade

Operação Tarja Preta: Ministério Público pede afastamento do prefeito Aurélio Mendes e outros 10 prefeitos envolvidos.

Como desdobramento da Operação Tarja Preta, deflagrada na terça-feira (15/10), o Ministério Público de Goiás requereu à Justiça o afastamento dos agentes públicos investigados por envolvimento com as vendas fraudadas e superfaturadas de medicamentos e equipamentos hospitalares e odontológicos para prefeituras. As medidas cautelares foram ajuizadas pelos promotores nas comarcas em que há indícios de participação de gestores municipais no esquema criminoso.

O afastamento foi pedido em relação aos 11 prefeitos, 10 secretários municipais e cerca de 19 servidores que são investigados pelo MP-GO. Até agora, não houve ainda apreciação pelo Judiciário dos pedidos. O requerimento engloba todos os prefeitos detidos na operação, mas inclui pessoas que não foram presas. 

As cautelares foram propostas nas comarcas por se tratar de pedidos de natureza cível, relacionados à prática de atos de improbidade administrativa, em relação aos quais não prevalece o foro por prerrogativa de função de que gozam os prefeitos no que diz respeito às questões criminais. Além do afastamento dos agentes públicos, o MP requereu a suspensão dos contratos e dos pagamentos às empresas envolvidas.

A operação 
Na ação conjunta de terça-feira, foram cumpridos 37 mandados de prisão temporária, 28 de condução coercitiva e 48 de busca e apreensão. O cumprimento das decisões judiciais mobilizou a Procuradoria-Geral de Justiça, a Procuradoria de Justiça Especializada na Promoção de Ação Penal contra Prefeito Municipal, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e o Centro de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) do MP-GO, além do Gaeco do MP mato-grossense e as Polícias Militares de Goiás e de Mato Grosso. Ao todo, estiveram envolvidos na operação 70 promotores de Justiça, que atuaram de forma integrada nos municípios onde foram cumpridos os mandados e onde houve tomada de depoimentos. Deram apoio à ofensiva 386 policiais militares.

Publicidade

Iniciada há cerca de um ano, a investigação do MP-GO apurou irregularidades em licitações e em contratos para fornecimento de remédios e materiais hospitalares envolvendo 19 municípios: Aloândia, Aragarças, Araguapaz, Carmo do Rio Verde, Corumbaíba, Cromínia, Goianira, Inaciolândia, Israelândia, Indiara, Luziânia, Matrinchã, Mozarlândia, Perolândia, Piranhas, Pires do Rio, Rialma, Rianápolis e Uruana.

Os indícios apurados até agora apontam para a prática de pelo menos nove crimes: a) formação de quadrilha ou organização criminosa (penas que variam de 1 a 3 anos ou 3 a 8 anos de prisão); b) formação de cartel (2 a 5 anos); c) peculato (2 a 12 anos); d) corrupção ativa (2 a 12 anos) e passiva (2 a 12 anos); e) indevida dispensa e inexigibilidade de licitação (3 a 5 anos); f) fraude à licitação (2 a 4 anos); g) delito de ordenar despesas em desacordo com as norma financeiras (3 meses a 3 anos); h) falsificação de documentos públicos e privados (2 a 6 anos); e i) lavagem de dinheiro (3 a 10 anos). As penas para os crimes podem chegar a 59 anos de prisão.

Os mandados judiciais foram expedidos pelo desembargador Edison Miguel da Silva Jr, do Tribunal de Justiça de Goiás. Foi decretada ainda pela Justiça a quebra dos sigilos bancários e fiscal dos investigados.

Gostou ? Não Gostou ? Quer Opinar ? Esse é o local ! Deixe seus comentários.

Hoje é Quinta-Feira, 27 de Novembro de 2014
Agora são 03:18:53

Loteria Federal

 

Colunistas

Assine o RSS

Redes Sociais

    

Publicidade

<p>
<a href="http://www.olinguarudo.com.br" target="_blank"><img alt="" src="http://olinguarudo.com.br/site/images/logo_nova.png" style="width: 100%;" /></a></p>

Cole o código acima no seu site ou blog e ajude a divulgar O Linguarudo !

Temos 1153 visitantes e Nenhum linguarudo online

Desenvolvido e Hospedado por